Pedis e não recebeis, porque pedis mal.

De onde procedem guerras e contendas que há entre vós? De onde, senão dos prazeres que militam na vossa carne? Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes, porque não pedis; pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres. (Tiago 4.1-3).

Hoje em dia, é muito comum ouvirmos pessoas dizendo que para Deus agir, devemos determinar o que ele deve fazer, devemos reivindicar o que desejamos e ainda, tomar posse daquilo almejamos, assim, Deus estará obrigado a fazer tudo segundo o que lhe determinamos, sem nos preocupar com sua vontade e sua Palavra; quando agimos assim, estamos tentando destituir Deus de sua Soberania.

Pedis e não recebeis, porque pedis mal.

1. Pedir mal, é pedir qualquer coisa para Deus que esteja em desacordo com sua vontade e sua Palavra. Para sabermos se estamos pedindo mal, vamos analisar alguns exemplos na Bíblia.

1.1 Abraão: Quando Abraão tinha 75 anos de idade, Deus lhe prometeu um filho, Deus não disse para Abraão quando esse filho viria, mas prometeu e este seria com sua esposa Sara, no entanto, após passar muito tempo e o filho não vindo, Sara disse a Abraão que esquecesse essa promessa de um filho com ela e lhe ofereceu sua serva Hagar para que o filho viesse. Ora Deus tinha dito a Abraão que o filho seria com Sara e não com a escrava Hagar, Abraão anuiu ao conselho de Sara desobedecendo ao Senhor, após sua atitude errada ele orou ao Senhor para que este abençoasse o filho da escrava, uma oração mal pedida, não respondia e que, como consequência, até hoje existe a guerra entre Israel e os Árabes. (Gênesis 15 a 18)

1.2 Saul: Desde o início de sua carreira, Saul não atentou para o que o Senhor lhe ordenara, sempre fazendo tudo contrário ao mandamento do Senhor, por fim, acuado pelo exército inimigo, clamou a Deus, que não respondeu, Saul buscou a Deus, mas não reconheceu seu pecado, isso o levou a morte e a de seus filhos, bem como a derrota do exército de Israel. (1º Samuel 28 a 31)

1.3 Davi: Um homem segundo o coração de Deus, mas que em um momento de deslize, trouxe graves consequências para sua vida e para a vida do povo. Quando pecou contra o Senhor, coabitando com Bate-Seba. Ele tentou até encobrir seu pecado, mas Deus o confrontou através do profeta Natã, então Davi reconheceu seu pecado, mas isso não mudou a consequência, seu filho morreu, embora ele tenha orado e jejuado, Deus não se agradou do que ele fez. (2º samuel 11 a 12)

1.4 O fariseu: Os fariseus deveriam ser exemplo para o povo, só que viviam uma vida de religiosidade infernal, não se importavam com Deus mesmo sendo conhecedores da Lei Mosaica, só queriam é sua posição e status, Deus nunca responde um tipo de oração assim. (Lucas 18.11-12)

Quando pedimos a Deus qualquer coisa em desacordo com a vontade de Deus, com certeza não seremos atendidos e nos tornaremos crentes frustrados pensando que Deus não se importa conosco. Deus se importa sim com a vida de cada um de seus filhos, mas cada um de nós deve aprender a pedir de forma certa.

Pedis e não recebeis, porque pedis mal.

2. A Bíblia nos dá a base para que nossas orações sejam corretas e sejam respondidas, ou seja, temos na Bíblia tudo o que precisamos para dirigir a Deus nossa oração de forma correta. Vamos analisar alguns exemplos.

1.1 Salomão: Quando Salomão assumiu o reino, ele desejava acima de tudo agradar a Deus, ele amava a Deus e o povo do Senhor, por isso tudo o que ele pediu a Deus foi coração compreensivo para julgar e governar o povo. Deus se agradou tanto da oração dele que lhe concedeu sabedoria como nenhum outro homem teve ou teria depois dele e ainda lhe concedeu riquezas como só ele teve; também lhe deu paz por todos os lados. (1º Reis 3.5-10)

1.2 Jesus: ensinando seus discípulos a orar Jesus mostra quais os valores que devemos buscar, este é o melhor exemplo de oração certa na Bíblia, pois mostra exatamento o que Deus deseja para seus filhos, nos mostra Deus como Pai, mostra que devemos santificar a Deus com nossas vidas, devemos anunciar o Reino de Deus e nossa confiança na provisão de Deus. (Mateus 6.9-13)

1.3 Jesus: Estando próximo da crucificação, Jesus, em oração, clama a Deus pedindo que se possível o livrasse dessa hora, no entanto, ele mesmo diz, não seja o que eu quero e sim o que tu queres, Jesus entedia perfeitamente que o sofrimento era necessário para que a escritura se cumprisse através dele. (Marcos 14.35-36)

1.4 Jabez: O significado do nome Jabez é Aquele que foi gerado com dores, isso na época era uma maldição para a pessoa que tivesse tal nome, mas Jabez não se conformou com isso, pediu a Deus que mudasse a história de sua vida, sua oração foi tão agradável a Deus que o versículo termina dizendo, “e Deus lhe concedeu o que havia pedido”, outro ótimo exemplo de oração pedida de forma certa. (1º Crônicas 4.10)

1.5 O publicano: Os publicanos eram uma espécie de pessoa totalmente desprezada, eram considerados os maiores pecadores, gente com quem ninguém queria se envolver, no entanto, sua oração foi ouvida e respondida por Deus, ele reconheceu seu estado pecaminoso e sua necessidade de perdão de Deus. (Lucas 18.13)

Pedis e não recebeis, porque pedis mal.

Conclusão:

Precisamos ter em mente que tudo o que precisamos Deus vai nos suprir e que, todas as coisas em nossa vida devem estar relacionadas com o Reino Celestial, por isso pedir de forma correta nos levará a desenvolver nosso relacionamento com Deus.

É hora de começar a pedir de forma certa. (Mateus 7.8)

About these ads

1 Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s